TRE julga nesta terça ação que pede inelegibilidade de Doria por oito anos

Tucano, de acordo com a denúncia, desobedeceu à regra que diz que, em ano eleitoral, o administrador não pode gastar mais com propaganda do que a média dos três anos anteriores

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

 

O Tribunal Regional Eleitoral de SP (TRE-SP) julga nesta terça-feira (8) um processo em que João Doria (PSDB), governador de São Paulo, é acusado de gastos irregulares com publicidade na época em que era prefeito da capital paulista. O pedido dos promotores é que ele fique inelegível por oito anos. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Doria, de acordo com a denúncia, desobedeceu à regra que diz que, em ano eleitoral, o administrador não pode gastar mais com propaganda do que a média dos três anos anteriores.

O então prefeito de São Paulo teria gasto R$ 73 milhões, ou 122% mais, de acordo com critério adotado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).  Para o Ministério Público, “as campanhas extrapolaram o dever de informação e transparência” e foram “eivadas de promoção pessoal”.

A defesa do governador diz que parte das despesas foi herdada de 2017 e que algumas das publicidades teriam caráter obrigatório, por serem de esclarecimento à população.

Fonte: Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *