Canabinóides da maconha podem matar células cancerígenas, diz estudo

Foto: reprodução

Um novo estudo realizado pelo Departamento de Saúde dos EUA indica que os canabinóides extraídos diretamente da folha da Cannabis sativa podem matar células cancerígenas, enquanto protegem as células normais.

Os cientistas descobriram que os canabinóides podem inibir o crescimento do tumor, causar a morte celular e bloquear o desenvolvimento de vasos sanguíneos, necessários para o aumento desse tumor.

“Os canabinóides podem ser úteis tanto no tratamento dos efeitos colaterais do câncer e como tratamento para ele”, diz o site do National Cancer Institute, que faz parte do Departamento de Saúde dos EUA.

Outros benefícios

Um dos componentes psicoativos da cannabis  poderia combater a dor, melhorar o sono, combater o vício e controlar a epilepsia grave.

Sem mencionar que é capaz de restaurar o apetite e controlar a náusea, por isso não é surpresa que seja usado em tratamentos relacionados ao câncer.

Por enquanto a pesquisa foi feita apenas em animais de laboratório.

Demonizada

Embora tenham sido demonizadas, as substâncias derivadas da cannabis são cada vez mais usadas para  controlar os efeitos colaterais do câncer, incluindo dor, náusea, perda de apetite e ansiedade.

Hoje, mais da metade dos americanos já tem acesso regular à maconha para fins medicinais ou mesmo recreativos, mas o tabu ainda existe.

The Cancer Research Charity explica que não há evidências confiáveis suficientes para provar que os canabinóides podem tratar efetivamente pacientes com câncer, embora a pesquisa esteja em andamento em todo o mundo.

Um estudo de 2014 sobre o uso de canabinóides e radioterapia para combater o câncer cerebral agressivo mostrou resultados promissores, mas o FDA ainda não aceita essa evidência.

Porém, os ensaios clínicos sobre o assunto continuam.

Fonte: Por: Só Notícia Boa Com informações do Nation e  cancer.gov

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *